quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

De quem é a Responsabilidade?



Não passar nossa responsabilidade de criação e educação para outros 

Com a escassez de tempo que todos nós temos vivido, está cada vez mais comum encontrarmos pais passando para outros a responsabilidade de educação e criação dos filhos, sendo estes: professores, avós, tios, psicólogos, pastores, como se fosse deles a responsabilidade, enquanto que a Bíblia nos diz: “E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor” (Ef 6. 4). Deus nos adverte de que temos o dever de criar nossos filhos e discipliná-los, exortá-los. A responsabilidade é nossa. Na igreja não é diferente, ocorre casos bem típicos com muita frequência, pais que chegam e logo entregam seus filhos por conta dos que estão na porta, ou de outras pessoas (diáconos, professoras de classe, tias, monitoras etc).
É comum ouvirmos pais dizerem que seus filhos não os obedecem. A culpa não é do filho, e sim dos pais. A criança é uma massinha de modelar que nos foi entregue pelo Senhor e nós devemos fazê-la da melhor forma possível. Quando falamos com uma criança devemos mostrar que somos a autoridade e que a última palavra será nossa e não dela. Lembro-me(Marleide) de quando nossos filhos eram pequenos, na maioria das vezes não precisávamos falar ou gritar com eles, bastava um olhar para que soubessem que não estávamos aprovando o comportamento ali expressado, e logo eles davam um jeito de mudar de atitude. Isto mostrava a autoridade que temos sobre os mesmos. Não é o grito que vai determinar a autoridade que você tem, e sim o respeito que foi adquirido entre vocês pais e os filhos, autoridade não se discute, se tem. Outro fato importante é que autoridade dos pais sobre os filhos não tem idade, se ele está sob seus cuidados lhe deve respeito e obediência. 
(Discipulando casais para edificar Igrejas - MARLEIDE & GERALDO RODRIGUES