quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

AS SEIS CHAVES DA FELICIDADE CONJUGAL




Submissão

A segunda chave que garante a felicidade no casamento é a Submissão.  Nenhuma organização pode funcionar devidamente se possui duas cabeças. Isso é particularmente verdadeiro no lar. Um dos maiores obstáculos para um lar feliz, hoje em dia, é a falsa noção de que a mulher não tem de submeter-se ao marido. Os psicólogos e educadores modernos parecem dar à mulher a idéia de que a submissão é uma noção antiquada que teve seu fim junto com o século XIX. Mas quando a submissão deixa um lar, a felicidade também se vai.
Temos hoje mais mulheres, homens e crianças frustrados do que em qualquer outra época. Com a degradação da imagem do pai e a crescente dominação da mãe, temos testemunhado um aumento da delinqüência juvenil, da rebelião, da homossexualidade e do divórcio. Deus pretendeu que o homem fosse o cabeça do lar. Se não o é, não terá um senso de responsabilidade, mas sentirá que é casado com uma segunda mãe. Seus filhos logo perceberão quem é o "chefe", e, como adolescentes, perderão o respeito natural pelo pai, o que é mister para se ajustarem na vida.
Geralmente um lar dominado pela mulher é um lugar de dissensões, até que, finalmente, o marido desiste. Ele então se esconde em sua concha de introversão e se degenera num ser sub-humano. A coisa mais triste é que a esposa eventualmente desprezará o marido que ela domina.
Um Mandamento de Deus A esposa cristã deve ser submissa a seu marido! Gostando ou não, a submissão é um mandamento de Deus, e sua recusa em cumpri-lo é um ato de desobediência. Toda desobediência é pecado; logo, ela não pode esperar a bênção de Deus em sua vida, a menos que deseje obedecer a Ele.
As passagens seguintes das Escrituras estabelecem esse fato:
"E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a dor da tua conceição; em dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará" (Gênesis 3:16).
"Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja; sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos" (Efésios 5:22-24). "Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres, considerando a vossa vida casta, em temor" (I Pedro 3:1,2).
A recusa de muitas esposas cristãs em aceitar o princípio de submissão é cada vez mais comum hoje em dia.
Deus nunca manda as pessoas fazerem o que é impossível ou que não é bom para elas. 0 Espírito Santo pergunta, em Romanos 8:32: "Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? " A resposta a isso é que se Deus nos ama tanto que entregou seu Filho para morrer por nós, certamente nos dará todas as coisas que são para o nosso bem. Portanto, aceite pela fé o fato de que a submissão ao marido é um bem para a mulher. Entre trinta e cinco e quarenta e cinco anos, a mulher geralmente alcança um período em que ela deseja cada vez mais se tornar dependente. E se ela for agressiva nos primeiros anos do casamento e dominar seu marido, ela o ensinará a ser dependente dela. Então, quando ela alcançar a idade na qual deseja depender de um homem, descobrirá que criou um dependente e que não tem ninguém em quem se apoie.
(CASADOS... MAS FELIZES - TIM LaHAYE)