quinta-feira, 1 de maio de 2014

Tendo a mente de Cristo



A Bíblia afirma que temos a mente de Cristo e se ela afirma, eu acredito. Mas, por inúmeras vezes, temos pensamentos que não se coadunam com esta verdade. Somos bombardeados por pensamentos que mais nos lembram a mente que tínhamos quando não conhecíamos o Senhor Jesus.
A maior briga que temos encontrado na caminhada com Cristo e observando a vida de outros na caminhada da fé é a adoção de novos pensamentos e sentimentos. Novas criaturas com pensamentos antigos.

Veja que a Bíblia diz que alguns não herdarão o Reino dos Céus por causa de suas más obras.
" Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e os mentirosos- o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte" Apocalipse 21:8

 O que surpreende é que na listagem, o motivo que ocupa o primeiro lugar dos excluídos do Reino são os covardes ou medrosos. Por que razão os covardes não herdarão o reino dos céus? Ora, covardia é pecado? Sim! Se somos novas criaturas, devemos viver como tais, não sendo tímidos em adotarmos novas maneiras de pensar ou cultivando medo de sermos o que Deus nos chamou para sermos e fazermos. A nossa nova maneira de pensar determinará nossa nova maneira de se comportar. Se somos novas criaturas não devemos temer em sermos o que Deus nos designou para sermos.

Eu e meu esposo acompanhamos um casal, que apesar de serem crentes, alimentavam pensamentos que não eram compatíveis com a realidade de filhos de Deus. Dizíamos que eram feitos para brilhar e que Deus queria que eles rompessem com o ministério deles. Víamos muito potencial neles ( nós e todo o resto do mundo). Certo é, que apesar da Bíblia dizer isto a respeito deles, que eram sacerdotes reais, esse novo pensamento não tinha sido adotado por eles. Depois de muito insistir, aceitaram o desafio de se lançarem na liderança de um ministério, o mesmo que eles diziam que não daria certo porque as pessoas não davam crédito a eles ( apesar de ninguém ter dito isto, eles acreditavam piamente que isto era uma verdade). Conclusão da história, na primeira reunião que fizeram, até conversão teve!

Confundimos muito a questão da humildade com a questão de aceitarmos e adotarmos as verdades que Cristo pensa sobre nós. Achamos, muitas vezes, que é presunção nossa, falarmos abertamente a respeito do que Deus pensa sobre nós e sobre nosso ministério, porque achamos que o outro vai pensar que aquilo é mera soberba. Soberba não, verdade! É pura verdade admitirmos que somos o que a Bíblia diz que somos.

Certa vez, em uma brincadeira, uma amiga nos viu e falou: " lá vem meus amigos ricos". Eu já ia responder com o pensamento antigo, mas disse comigo ( a Bíblia diz que posso todas as coisas Naquele que me fortalece) . Logo, respondi,: sou mesmo! Respondi não por soberba, mas por acreditar no que a Bíblia diz a meu respeito e o que falamos e concordamos vira decreto no mundo espiritual. E se você confessa o que a Bíblia diz a seu respeito, adotando um novo estilo de pensamento, você não está sendo soberbo! Só está pensando como Cristo pensa, pois esta mente já te foi outorgada.

Ter a mente de Cristo é pensar como Cristo pensa e consequentemente agir como Cristo age! A maneira de pensar influenciará diretamente o que você sente e daí, o novo pensamento te transformará em uma nova pessoa: a imagem e semelhança almejadas lá no dia da criação, como um alvo de Deus para cada um de nós. E sendo, enfim, uma nova pessoa, (pois a mente que controla tudo estará transformada e livre) estaremos plenamente capazes de reproduzirmos outras pessoas Àquela imagem e semelhança.

Temos um exemplo diferente de outro casal que discipulamos. Todas as vezes que os encontramos, nós os saudamos assim: " bom dia, pastores". E, eles dizem, sem retrucar ou duvidar : " bom dia!"  com um belo sorriso nos rostos. Estão adotando um novo estilo de pensar, o estilo de Cristo.

Gosto muito deste versículo:
" Tu conservarás em paz aquele cuja a mente está firme em ti, porque ele confia em ti" Isaías 26:3

Nossa mente tem que estar plenamente firme sobre o que Deus pensa sobre nós, porque isto traz paz, a medida que não ficamos pendendo entre dois pensamentos : " eu sou ou não sou?" " eu tenho ou não tenho? " "Eu posso ou não posso?"

Este estágio de firmeza só é conseguido ao adotarmos passo-a - passo esta mente de Cristo. Pode o mundo desacreditar de nós, mas continuaremos firmes, crendo exatamente naquilo que a Bíblia fala a nosso respeito. Não nos abalaremos se ninguém mais acreditar naquilo que a gente acredita sobre nós.
Veja o que diz o Salmo 46:1 ao 5 (versão NVI)

" Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade. Por isso não temeremos, ainda que a terra trema e os montes afundem no coração do mar, ainda que estrondem as suas águas turbulentas e os montes sejam sacudidos pela sua fúria. Há um rio cujos canais alegram a cidade de Deus, o santo Lugar onde habita o Altíssimo. Deus nela está! Não será abalada!" 

Lembro-me certa ocasião, quando fui convidada para pregar em nossa igreja. Eu me preparei. Ao chegar lá, quase não tinha ouvintes.Não me abalei, pois sabia a quem queria agradar ( Deus) e estava ali para cumprir meu chamado. Preguei e ao final do culto, algumas pessoas vieram me procurar para confessarem suas dificuldades. Foi uma benção. Mas a terra do meu coração foi tentada a tremer e um monte de emoção traiçoeira quase afundou em meu coração. Aí, O Espírito Santo me lembrou que eu era a sua cidade e que Ele habitava em mim e que faria com que o Seu rio de calmaria viesse a meu encontro, colocando as emoções em seu devido lugar. Deus está em mim. Deus está em você. Jamais seremos abalados pelas águas turbulentas das mais variadas emoções que possam, de surpresa, nos pegar.

Todas as vezes que você for tentado a pensar como Cristo não pensa, lembre-se que a mente de Cristo já nos foi delegada. É possível pensar, sentir e se comportar como Cristo. A reconciliação feita na cruz nos possibilitou vivermos de novo, em unidade com Ele. 

Eu e você já temos a mente de Cristo. Seja livre! Comece, hoje, a pensar como Cristo pensa!